segunda-feira, 17 de maio de 2010

Você me assusta, às vezes, sorrateiramente. É um suspense, bem como as coisas entre nós, suspensas. Minha vida, no geral, também tem sido assim. Isso me traz boas emoções. E você faz parte disso. É responsável por muitas das palpitações de meu peito.

Mergulhada em seu mistério, me sinto como se tivesse todo o tempo do mundo. Ao mesmo tempo em que vivo como se tão logo tudo fosse se fragmentar...


Um comentário:

Bittersweet baby disse...

lindo. me identifiquei demais