sábado, 17 de maio de 2008

"TENHO EM MIM TODOS OS SONHOS DO MUNDO"

O Pessoa que me entenda...

Saltar de pára-quedas, o ápice de qualquer sensação regada a adrenalina. Preciso.
Mergulhar... Mas mergulhar fundo! Tão fundo onde a luz do sol não alcança e os seres marinhos são um mix de surrealidade e psicodelismo com o sublime som do silêncio.
Estar em todos os cantos do mundo e vivê-los intensamente. Andar de elefante, nadar com boto, tocar a história antiga e me deslumbrar com a arte moderna. Sentir o cheiro de cada terra.
Amar. Falo de pessoas e suas individualidades; pessoas e suas independências; pessoas e seus segredos...

Tenho tantos sonhos, que nem me lembro.
São tantos e de todos os tamanhos, que a maioria ou não caberia em palavras ou seria imperceptível (para não dizer subestimados) aos alheios.

Sonho, inclusive, em voltar completamente satisfeita para de onde vim... Não por ter realizado todos meus sonhos, mas por ter jamais deixado de sonhar; por jamais a vida bastar... Jamais acabar.
Meu combustível e maior sonho é sempre estar inacabada. Assim, tenho em mim a felicidade, não sempre em sua plenitude, mas a felicidade presente naqueles possuidores da constante e renovadora realização.

2 comentários:

Graça Lopes disse...

Mas há a vida
Que é para ser
intensamente vivida,
há o amor.
Que tem que ser vivido
até a última gota.
Sem nenhum medo.
Não mata.

?!....se souber de quem é o poema...ofereço o seu peso em ouro!

Marina Bártholo disse...

Bom, at� onde sei, gra�a, este poema � da Clarice Lispector ;-)
Bom, acho que to pesando uns 60 quilos, hein! heheh.